Histórias e Provérbios

Olá

Seja muito bem vindo. Neste artigo resolvi disponibilizar algumas historias e provérbios interessantes que sempre me inspiraram, e  através deles pude absorver muito conhecimento para viver uma vida abundante e prospera, e espero que assim seja igualmente contigo.

Acredito que comunicar através de pequenas historias, parábolas,  fabulas entre outros, é uma das fomas mais eficazes de se fixar ideias e ensinamentos.

Se me permite eu lhe indicaria ler um a cada dia, pensar a seu respeito e tentar aplicar os ensinamentos extraídos, e posso garantir que em pouco tempo você será uma pessoa ainda melhor do que é hoje.

 

Para consertar o mundo, conserte primeiro o homem

Um diretor de jornal mandou que seu melhor jornalista escrevesse uma matéria sobre como consertar o mundo. Deu-lhe três dias de folga para refletir.    Ao chegar em casa, o jornalista disse à mulher que tinha três dias de folga e aproveitou para passear. Como era bom na sua atividade, não se preocupou e deixou o texto para a última hora.    No primeiro dia, ele foi para a casa de campo; no segundo, para a praia; no terceiro, ficou com a família descansando em casa. Ao final da tarde, dirigiu-se para o seu escritório, em sua própria casa, pegou um mapa do mundo que estava guardado, estendeu-o sobre a mesa e ficou buscando inspiração para a matéria.    Depois de muito rascunho jogado no lixo, eis que seu filhinho entra na sala com um gafanhoto na mão, passando a perturbar o pai para que escrevesse algo a respeito daquele bichinho. Já de cabeça quente e furioso, o pai, pegou o mapa, rasgou-o em vários pedaços, deu na mão do garoto e disse:    – Assim que você montar novamente este mapa, escreverei algo a respeito do bichinho… O garoto saiu, e não demorou quinze minutos estava de volta com o mapa completamente restaurado. Espantado, o pai exclamou: – Filho! Como você pôde, em tão pouco tempo, montar este mapa? E o garoto explicou: – Pai, é queo senhor não percebeu que atrás do mapa havia o desenho de um homem. Eu consertei o homem e acabei consertando o mundo! E depois disso o jornalista não teve mais dúvidas de como solucionar o seu problema.

 Não precisamos de um mundo melhor, acredito que Deus nos deu tudo perfeito, não precisamos de um pais melhor, precisamos de pessoas melhores. Porque não começar por você? Faça a sua parte e pare de depender de fatores externos para começar a tomar as rédeas de sua vida, ou você prefere passar a sua vida inteira dependendo da sorte ou de decisões políticas mais favoráveis para fazer alguma coisa? Pense bem, nós vivemos apenas uma vida, acredito que não vale a pena viver a espera de um milagre acontecer para mudar de vida… você é o milagre.

 

Não deixe que fatores externos atrapalhem o seu ideal

Certa vez em uma escola um professor pediu que os alunos retratassem seus sonhos em uma redação. O aluno mais humilde da sala escreveu na redação que queria um rancho, para ter muitos cavalos e muito dinheiro para sua família. Quando recebeu a nota, o menino ficou chocado: tinha tirado “Insuficiente”! Ele procurou o professor e perguntou: – Por que o senhor me deu “Insuficiente”? O professor respondeu: – O que você escreveu não é uma coisa real, possível. Você é muito pobre para ter tudo isso…. Refaça sua redação que eu mudo sua nota. O garoto foi para casa desolado. Pensou durante o dia todo, mas nada mais lhe ocorria para desejar. Foi até o pai e perguntou: – Pai, o que eu faço? O pai respondeu: – Tome sua própria decisão!

  O garoto pegou uma folha de papel e reescreveu a mesma redação, sem nenhuma mudança, e a entregou ao professor, dizendo:   – O senhor mantém sua opinião, mantém minha nota e eu manterei meu sonho!

 Não é suficiente apenas ter um sonho; é preciso agir e ter persistência para concretizá-lo. Estabeleça um objetivo desafiador e, como o garoto da história, não deixe que fatores externos impeçam a realização do seu ideal. Não espere que as pessoas acreditem em você para começar a realizar seus sonhos, deixe que os resultados falem por si mesmos.

 

Para qualquer problema há sempre uma saída   

Certa vez, um homem foi acusado de um crime que não cometeu. Ele sabia que tudo seria feito para condená-lo. O juiz simulou um julgamento justo, fazendo ao final uma proposta ao acusado: – Vou escrever em um pedaço de papel a palavra “inocente” e em outro a palavra “culpado”. Você sorteia um dos papéis e aquele que pegar será o seu veredicto.    Sem o acusado perceber, o juiz escreveu nos dois papéis a palavra “culpado”, de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance de o acusado se livrar da forca. Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.    O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos e, pressentindo a armadilha, pegou um dos papéis e rapidamente o colocou na boca e engoliu.    – Mas o que você fez, homem?! E agora? – disse o juiz. – Como vamos saber qual o seu veredicto? – É muito fácil – respondeu o acusado. – Basta olhar o papel que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário. Imediatamente o homem foi libertado.

 Por mais difícil que seja uma situação, nunca deixe de acreditar até o último momento. Para qualquer problema, há sempre uma saída. Não foque no problema, foque em encontrar uma solução.

 

Reaja diante das atitudes negativas.

Um fazendeiro que lutava com muitas dificuldades possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos em sua pequena fazenda.    Um dia, seu capataz trouxe a notícia de que um dos cavalos havia caído num velho poço abandonado.    O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá. O fazendeiro foi rapidamente até o local do acidente e avaliou a situação, certificando- se de que o animal não havia se machucado.    Mas, diante da dificuldade de retirar o animal do poço, e em razão do alto custo da operação, achou que não valia a pena investir no resgate.    Tomou, então, a difícil decisão: determinou ao capataz que sacrificasse o animal jogando terra no poço até enterrá-lo ali mesmo.    E assim foi feito: comandados pelo capataz, os empregados começaram a lançar terra para dentro do buraco, de forma a cobrir o cavalo.    Mas, à medida que a terra caía em seu dorso, o animal a sacudia e ela ia se acumulando no fundo do poço, possibilitando assim que o cavalo fosse subindo.

Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrar e que, ao contrário, estava subindo à medida que a terra enchia o poço, até que, finalmente, conseguiu sair.

 Problemas sempre existirão, a questão primordial é como você reage a eles. Você simplesmente pode começar a se queixar, acomoda-se e ser vítima do conformismo e viver uma vida morna e comum, ou reagir positivamente frente aos obstáculos afim de se tornar uma pessoa mais forte e resiliente. A escolha é inteiramente sua.

 

A importância de metas claras

Havia um atleta experiente que praticava salto com vara. Em cada série de dez saltos, ele conseguia ultrapassar o sarrafo no mínimo oito vezes. Um dia, ele aceitou um convite para fazer uma série de dez saltos, porém com uma pequena diferença: no alto das traves, não haveria nenhum sarrafo a ser ultrapassado. Depois de realizar os saltos, ele afirmou que aquela experiência não havia alterado em nada sua técnica de salto nem seu desempenho. Mas o que ele não sabia era que pesquisadores haviam instalado um sensor eletrônico na altura de onde ficavam os sarrafos. O resultado mostrado pelo sensor foi que na série de dez saltos a barra eletrônica só foi ultrapassada quatro vezes, ou seja, um índice bem abaixo do desempenho normal do atleta.  

Isso mostra como o estabelecimento de metas é fundamental para o ser humano. Por mais que o esportista tivesse se esforçado para executar os saltos como normalmente fazia, o simples fato de não visualizar a meta a ser ultrapassada comprometeu seu desempenho. Quando as pessoas não têm metas claras a ser alcançadas, não podem esperar que atinjam bons resultados.

 

Ajude as pessoas

Conta a história que um homem estava caminhando na praia com seu netinho. O velho homem parou e começou a pegar algumas estrelas do mar na qual estavam na areia que foram trazidas do mar. O seu netinho perguntou: Vovô o que você está fazendo?

O avo então disse: as estrelas do mar são seres vivos e sobrevivem no mar, se elas continuarem aqui elas morrerão. Mas intrigado o netinho retrucou: mas vovô, existem milhares delas na praia, que diferença irá fazer salvar umas poucas?

O avo reclinou- se, pegou mais uma estrela do mar e lançou-a ao mar, virou-se para o neto e disse: Para aquela, fez toda a diferença do mundo.

 Acredito que talvez agora você comece a entender porque você é tão especial neste mundo. Você não precisa ser mais um Martin Luther King ou a próxima Madre Teresa de Calcutá, você deve ser você mesmo. Ser famoso não significa ser importante… você deve começar a fazer a diferença na vida das pessoas que estão perto de você, somente então terá o necessário para expandir-se e doar-se para mais pessoas.

 

Quando falar, fale com conteúdo

Certa manhã, um pai convidou seu filho para dar um passeio no bosque. Depois de um tempo, pararam para descansar numa clareira. Após um breve silêncio, o pai perguntou: – Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa? O filho apurou os ouvidos por alguns segundos e respondeu: – Estou ouvindo o barulho de uma carroça. – Isso mesmo – disse o pai. – Uma carroça vazia… – Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos? – perguntou o filho. – Ora – respondeu o pai -, é muito fácil saber que uma carroça está vazia: quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz.

Comunique os seus sonhos, mas não fique apenas falando… faça. Você precisa dar credibilidade, e isto não se conquista falando; credibilidade se conquista fazendo e mostrando com resultados. Nada melhor do que os resultados falarem por si mesmos. Se você deseja ser ouvido, primeiramente você deve saber escutar. As pessoas mais sabias são aquelas que mais escutam, e não aquelas que mais falam procurando serem reconhecidas como sábias.

 

Não se baseie apenas em sua experiência passada

Contam que certa vez duas moscas caíram num copo de leite. A primeira era forte e valente. Assim, logo ao cair, nadou até a borda do copo. Mas como a superfície era muito lisa e ela tinha as asas bastante molhadas, não conseguiu sair do copo. Acreditando que não havia jeito, a mosca desanimou, parou de nadar e de se debater e afundou.   A outra mosca, apesar de não ser tão forte como a primeira, era persistente. Continuou se debatendo, se debatendo e se debatendo por tanto tempo, que aos poucos, com toda aquela agitação, parte do leite ao seu redor se transformou em um pequeno nódulo de manteiga, onde a mosca tenaz conseguiu com muito esforço subir e dali alçar vôo para um lugar seguro. Tempos depois, essa mesma mosca, por descuido ou acidente, novamente caiu em outro copo. Como já havia aprendido com a experiência anterior, começou a se debater, na esperança de que, no devido tempo, se salvaria. Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira, pousou na beirada do copo e gritou:   – Tem um canudo ali! Nade até lá e suba por ele!

  A mosca persistente não lhe deu ouvidos, preferindo acreditar no que tinha aprendido em sua experiência anterior de sucesso. Continuou a se debater e a se debater até que, exausta, afundou no copo cheio de água e morreu.

 Se você acredita ser uma pessoa altamente experiente e qualificada, saiba que o mundo está em constante reinvenção. Tenha a humildade para aceitar conselhos até mesmo de pessoas menos experientes. A arrogância e a prepotência podem levar ao poço até mesmo os grandes “sábios” que se dizem autossuficientes demais.

 

As pessoas têm valores diferentes dos seus

Um dia um homem muito rico levou o filho pequeno para o interior com o firme propósito de mostrar a ele o quanto as pessoas podem ser pobres. O pai queria que o filho aprendesse a valorizar os bens materiais que possuía, seu status e prestígio social. Desde cedo pretendia transmitir esses valores a seu herdeiro.   Pai e filho passaram um dia e uma noite numa pequena casa de taipa de um trabalhador da fazenda de seu primo. Quando retornaram da viagem, o pai perguntou ao filho: – Então, o que achou do passeio? – Muito bom, pai! – Percebeu a diferença entre viver na riqueza e viver na pobreza? Me diga, o que você aprendeu? E o filho respondeu:   – Eu vi que nós temos um cachorro em casa, e eles têm quatro; que nós temos uma piscina até grande, mas eles têm um riacho que não acaba nunca. Nós temos uma varanda coberta e iluminada com lâmpadas, e eles têm as estrelas e a lua que nós nem vemos. Nosso quintal vai até o portão de entrada, e eles têm uma floresta inteirinha só para eles. Quando o garoto acabou de responder, o pai estava perplexo. O filho acrescentou: – Obrigado, pai, por me mostrar como nós somos pobres!   

Tudo que você tem depende da maneira como você olha para as coisas. Depende da forma como as pessoas pensam. Você terá uma vida muito melhor se começar a compreender e aceitar que as pessoas podem cultivar valores diferentes dos seus.

 

Dê sentido ao trabalho das pessoas  

 Três pedreiros preparavam tijolos em uma construção. Um homem que passava aproximou-se do primeiro e perguntou: – O que está fazendo, meu amigo? – Tijolos… – respondeu secamente.   Dirigindo-se ao segundo pedreiro, o homem perguntou-lhe a mesma coisa.

– Trabalhando pelo meu salário… – foi a resposta. Para o terceiro pedreiro, o passante fez ainda a mesma pergunta: – O que está fazendo, meu amigo? Fitando o estranho com alegria, o operário, respondeu com entusiasmo: – Construindo uma catedral!  

As pessoas trabalham mais comprometidas, motivadas e felizes quando enxergam um ideal. Mais que executar uma tarefa qualquer, as pessoas precisam compreender que “catedral” estão construindo com seu trabalho.

 

 

Corra atrás de um ideal, não de uma pessoa

Certa manhã um cão decidiu perseguir uma lebre. A corrida era intensa, e a lebre corria por sua vida. O cão ladrava aonde passava ao correr atrás do animal. A corrida era constante por toda a cidade, e a cada rua que se passava outros cães o viam correr e latir atrás de algo, porém não sabiam o que era, mas decidiram correr atrás do cão, pois afinal, se ele estava tão determinado, algo importante seria. Por fim eram a lebre, o cão que perseguia a lebre outras dezenas de cães que perseguiam o outro cão pela cidade. Os cães perguntavam uns aos outros: – porque estamos correndo atrás deste cão? Ao que outro respondia: não sei, apenas corro atrás dele porque ele está correndo.

 Pouco a pouco, todos estes cães foram desistindo no meio do caminho, até que sobrara apenas o cão inicial e a lebre…

 Moral da história? Você só continuará na busca pelos seus sonhos a partir do momento que souber realmente o que quer. Assim como aqueles outros cães que ficaram pelo caminho, serão aqueles que correm atrás de uma pessoa, que seguem a multidão. Persiga um ideal; se souber realmente aonde quer chegar você não ira parar, porque saberá que o que você busca é a “lebre”.

 

O verdadeiro significado da paz

Certa vez, um rei tinha de decidir entre duas pinturas: qual delas mais representava a paz perfeita?

A primeira era um lago muito tranquilo. Esse lago era um espelho perfeito onde se refletiam as plácidas montanhas que o rodeavam. Sobre elas encontrava-se um céu muito azul com tênues nuvens brancas. Todos os que olharam para essa pintura pensaram que ela refletia a paz perfeita.

A segunda pintura também tinha montanhas. Mas eram escabrosas e estavam despidas de vegetação. Sobre elas, havia um céu tempestuoso do qual se precipitava um forte aguaceiro com faíscas e trovões. Montanha abaixo, descia uma espumosa torrente de água. Tudo isso não era nada pacífico. Mas, quando o rei observou mais atentamente, reparou que atrás da cascata havia um pequeno galho saindo de uma fenda na rocha. Nesse galho encontrava-se um ninho. Ali, no meio do ruído da violenta camada de água, estava um passarinho placidamente sentado no seu ninho. Paz perfeita. O rei escolheu a segunda pintura e explicou:

– Paz não significa estar num lugar sem ruídos, sem problemas, sem trabalho árduo ou sem dor. Paz significa que, apesar de se estar no meio de tudo isso, permanecemos calmos no nosso coração. Este é o verdadeiro significado da paz.

 

Não recompense comportamentos errados

Um homem que estava pescando olhou pela borda de seu barco e viu na água uma cobra com um sapo na boca. Sentindo pena do sapo, curvou-se, tirou cuidadosamente o sapo da boca da cobra e o soltou. Mas logo também sentiu pena da cobra faminta. Não tendo comida para lhe oferecer, pegou uma garrafa de uísque e derramou algumas gotas na boca da cobra, que foi embora feliz da vida. O sapo também estava radiante, o pescador mais satisfeito ainda consigo mesmo pelas boas ações praticadas. Pensou que estava tudo bem, até que, quinze minutos depois, ouviu alguma coisa batendo na lateral do barco. Olhou para baixo e, sem acreditar, viu que a cobra estava de volta, agora com dois sapos na boca.

 Não recompense comportamentos errados esperando sanar um problema maior. Você deve estar atento tanto a grandes problemas quanto aos pequenos, antes que estes se alastrem e se tornem um problema ainda maior. Se você é um líder, deve saber que comportamentos errados devem ser mudados. Um líder deve saber ser uma pessoa firme, e não uma pessoa dura. Observe, eu disse agir encima do comportamento e não da pessoa.

 

Antes de reclamar, certifique-se de que não é você quem causa o problema

 Certa vez, em uma cidade do interior, um padeiro foi ao delegado e deu queixa do vendedor de queijos, que, segundo ele, estava roubando, pois vendia 800 gramas de queijo como se fosse 1 quilo. O delegado pegou o queijo de 1 quilo e constatou que de fato ele só pesava 800 gramas. Mandou então prender o vendedor de queijos sob a acusação de estar adulterando a balança.

   Ao ser notificado da acusação, o vendedor de queijos confessou ao delegado que não tinha peso em casa e por isso todos os dias comprava dois pães de meio quilo cada, colocava os pães em um prato da balança e o queijo em outro. Quando o fiel da balança se equilibrava, ele então sabia que tinha 1 quilo de queijo. Para tirar a prova, o delegado mandou comprar dois pães na padaria do acusador e constatou que dois pães de meio quilo não equivaliam a 1 quilo de queijo. O delegado concluiu então que quem estava fraudando o cliente era o mesmo que estava acusando o vendedor de queijos.

 Não seja uma pessoa egocêntrica. Se existe alguém que não está te tratando da forma como gostaria, será que você não seja a principal influência para isto? As pessoas, até mesmo as mais ingratas, tendem a devolver o bem quando fazemos o bem. As suas atitudes tem sido as melhores para com esta pessoa? Você está tratando da mesma forma que gostaria de ser tratado? Pense bem…

 

Evite palavras ásperas

 Esta é a história de um menino que tinha um mau caráter por pura falta de paciência com os outros. Um dia seu pai entregou-lhe um saco de pregos e lhe propôs que, cada vez que perdesse a paciência, ele pregasse um prego atrás da porta. No primeiro dia, o menino pregou 37 pregos atrás da porta. Nas semanas que seguiram, à medida que ia aprendendo a controlar seu gênio, o garoto pregava cada vez menos pregos atrás da porta. Com o tempo, ele descobriu que era mais fácil controlar seu gênio que pregar pregos atrás da porta. E finalmente chegou o dia em que o menino conseguiu controlar seu caráter durante um dia inteiro. Depois de contar a novidade ao pai, este sugeriu ao filho que, cada dia que conseguisse controlar seu caráter, fosse retirando um prego da porta. Os dias se passaram, até chegar aquele em que o jovem pôde, finalmente, anunciar ao pai que não havia mais pregos pregados atrás da porta. O pai pegou o filho pela mão, levou-o até a porta esburacada e disse: – Meu filho, você trabalhou duro, eu sei, mas veja quantos buracos há agora na porta… Ela nunca mais será a mesma.

  Cada vez que você perde a paciência, deixa cicatrizes exatamente como estas aqui. Você pode insultar alguém e depois pedir desculpas, mas, dependendo da maneira como você falou, o mal poderá ter sido devastador e a cicatriz ficará para sempre. Uma ofensa verbal pode ser tão daninha como uma ofensa física.
“Um sábio nunca fala tudo o que pensa, mas pensa em tudo o que diz.”
Há um ensinamento que diz:
Jogue uma pedra na água: ela some num instante, mas deixa dezenas de ondas girando em círculos, círculos e círculos. Diga uma palavra ríspida: ela some num instante, mas deixa dezenas de ondas girando em círculos, círculos e círculos. Diga uma palavra amável: ela some num instante, mas deixa dezenas de ondas girando em círculos, círculos e círculos.

 

Não aponte defeitos, enxergue as qualidades

Contam que numa carpintaria houve uma vez uma estranha reunião. Foi uma reunião entre ferramentas, para acertar suas diferenças. O martelo exerceu a presidência, mas os participantes lhe notificaram que teria de renunciar. A causa? Fazia barulho demais e, além disso, passava o tempo todo dando golpes. O martelo assumiu sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, alegando que ele dava muitas voltas para conseguir qualquer coisa. O parafuso concordou, mas, por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Disse que ela era muito áspera ao tratar dos demais atritos. A lixa acatou a decisão, mas com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo sua medida, como se fosse ele o único perfeito. Nesse momento o carpinteiro entrou, juntou o material e começou a trabalhar. Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, uma rústica madeira converteu-se num fino móvel. Quando as ferramentas ficaram novamente a sós, a assembleia retomou a discussão. Foi então que o serrote pediu a palavra e disse: 

– Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontos fortes. Assim, proponho um trato: não vamos mais ressaltar nossos pontos fracos e vamos passar a valorizar nossos pontos fortes.

Quando uma pessoa busca defeitos na outra, sempre acaba encontrando algo para criticar, e dessa forma o clima tende a tornar-se tenso e negativo. Por outro lado, quando se buscam com sinceridade os pontos fortes uns dos outros, as melhores qualidades aparecem. Entenda, que por mais que você se ache no direito de criticar, existe sempre uma falha em você, e a primeira delas eu diria que é o ato de criticar, pois sem dúvida este é um dos maiores defeitos que uma pessoa pode ter. Para julgar no mínimo você deveria ser perfeito!
“Não julgueis, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgares, também vos serão julgados, e com a mesma medida que medires, também vos serão medidos.
Mateus 7:1-2

 

O problema da Falta de comunicação 

Conta a história que um casal tomava café no dia de suas bodas de ouro. A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo.    Ela pensou: “Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais meu marido e, por cinquenta anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida”.    Para sua imediata surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse:    – Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante cinquenta anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir.

 A comunicação é um dos bens mais preciosos que o ser humano possui. Através dela que podemos atribuir sentido à vida e compartilhar ensinamentos e experiências. É por ela que adquirimos o poder de suscitar o ódio ou o amor. Seja claro ao comunicar as suas ideias, pensamentos e sonhos. Se você não se comunica como espera que o mundo te veja?

 

Enxergue oportunidades onde muitos encontram problemas

Uma empresa desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Enviou dois de seus vendedores a pontos diferentes daquele país, para que levantassem o potencial do mercado. O primeiro vendedor enviou o seguinte fax para a diretoria da empresa: “Senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos”.    Sem ter conhecimento desse fax, o segundo vendedor enviou o seu: “Senhores, tripliquem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos ainda”.   

 A mesma situação foi interpretada como um tremendo obstáculo por um dos vendedores e como uma fantástica oportunidade por outro. Isso mostra como tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes. Na maioria das vezes oportunidades vem disfarçadas de problemas, e é por isto que poucas pessoas as enxergam. Mude suas lentes e seja uma destas poucas pessoas. Analise os problemas por enfoques diferentes e tente encontrar uma oportunidade para agir.

 

Mudar hábitos exige sacrifícios

Certa vez, um profeta e seu discípulo, estando em viagem, pediram pousada em uma das residências que encontraram ao longo do caminho.     Na hora do jantar, foi-lhes servido como alimentação apenas um copo de leite. Era a única coisa que o dono da casa tinha para oferecer, embora todos que ali moravam fossem pessoas saudáveis, tanto os pais como os filhos. A terra era boa, tinha bastante área para plantio, porém a família nada cultivava. Em toda a terra possuíam apenas uma vaca leiteira, de onde vinha o leite que sustentava toda a família.     Pela manhã, o profeta e o discípulo levantaram, agradeceram a hospedagem e continuaram viagem. Um pouco adiante da casa, viram que a vaca pastava à beira de um precipício. O profeta, então, ordenou ao discípulo: – Vá até ali e empurre a vaca para o penhasco.     O discípulo inicialmente relutou, mas como era obediente a seu mestre fez o que o profeta mandara e empurrou a vaca no precipício. A vaca morreu na queda e o discípulo ficou bastante consternado.     Alguns anos se passaram e o profeta e o discípulo voltaram novamente àquela região e novamente pediram pousada na mesma casa. Observaram imediatamente, que alguma coisa havia mudado naquela família. Já se viam plantações ao redor da casa, animais pastavam no terreno, todos se movimentavam e ocupavam-se com alguma tarefa.   Na hora do jantar, lhes foi servida uma comida excelente, preparada com os alimentos colhidos da própria terra, o que foi motivo de orgulho para todos.   Pela manhã, o profeta e o discípulo despediram-se da família e continuaram viagem. O profeta disse então ao discípulo:   – Se não tivéssemos empurrado a vaca no precipício, essa família nunca poderia ter se desenvolvido, trabalhando e cultivando a terra que possuíam.

 Para mudar hábitos e comportamentos às vezes requer sacrifícios e rompimentos drásticos com os padrões por nós mesmos estabelecidos. Saia da zona de conforto e faça algo para melhorar cada vez mais a sua vida. Não enxergue a mudança como algo desconfortável, mas sim como forma de evoluir.

 

Existe um tempo entre o crescimento e os resultados

Você deve conhecer o bambu chinês. Esta planta tem uma característica interessante. Depois de plantada a semente, por quatro anos praticamente nada se vê de seu desenvolvimento, exceto o lento desabrochar de um diminuto broto a partir do bulbo. Durante quatro anos, o crescimento da planta se dá subterraneamente, numa maciça e fibrosa raiz, que se estende horizontalmente pela terra. Mas então, no quinto ano, o bambu chinês começa a crescer, até atingir 24 metros.

Se você deseja ser alguém de sucesso, fundamente seu alicerce em conhecimento e sabedoria, tenha a humildade para querer aprender… todo sábio um dia foi aluno, e as raízes que te fazem subir primeiro devem descer.

 

Só assuma novas responsabilidades se estiver preparado

Conta uma antiga fábula que um camundongo vivia angustiado com medo do gato. Então um mágico teve pena dele e o transformou em um gato. Mas como ele ficou com medo do cão, o mágico o transformou em uma pantera. Então ele começou a temer os caçadores.   A essa altura o mágico desistiu. Voltou a transformá-lo em um camundongo e disse:   – Nada que eu faça vai ajudá-lo, porque você tem apenas a coragem de um camundongo.

A sequência do sucesso é composta por três fases: ser, fazer e ter. Não espere ter para começar a ser e fazer, seja quem você quer ser, faça o que tem de ser feito, e terá aquilo que você deseja. Um dos maiores problemas do mundo atual é que as pessoas querem ter recompensas sem ter feito algo para merece-la.

 

Não dê ouvidos aospessimistas

Era uma vez uma corrida de… sapinhos. O objetivo era atingir o alto de uma grande torre. No local, uma multidão assistia. Muita gente para vibrar e torcer por eles. Começou a competição. Como a multidão, no fundo, não acreditava que os sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre, o que mais se ouvia era: “Que pena! Os sapinhos não vão conseguir. Não vão conseguir”. E os sapinhos começaram a desistir. Mas havia um sapinho que persistia e continuava a subida em busca do topo. A multidão continuava a gritar: “Ah, que pena! Vocês não vão conseguir”. E os sapinhos iam mesmo desistindo, um por um, menos aquele outro, que continuava tranquilo, embora arfante.    Ao término da competição, todos já haviam desistido, menos ele. A curiosidade, então, tomou conta de todo mundo. Queriam saber o que tinha acontecido. E, quando se reuniram em volta do sapinho vencedor para perguntar a ele como é que tinha conseguido concluir a prova, descobriram que ele era surdo.

Todo dia somos bombardeados por palavras vindas de pessoas negativas. Não deixe que elas destruam seus sonhos nem impeçam suas realizações. Seja positivo. Fará bem a você e aos outros. Para se ter sucesso muita das vezes você precisa ser surdo as opiniões e as pressões contrarias impostas pela maioria.

 

Não se deixe incomodar pelo mau humor dos outros

Um colunista acompanhava um amigo a uma banca de jornais. O amigo cumprimentou o jornaleiro amavelmente, mas recebeu de volta um tratamento rude e grosseiro. Pegando o jornal que havia sido atirado em sua direção, o amigo do colunista sorriu polidamente e desejou um bom fim de semana ao jornaleiro. Quando os dois amigos desciam pela rua, o colunista perguntou: – Ele sempre trata você com essa grosseria? – Sim, infelizmente sempre foi assim… – E você é sempre tão polido e amigável com ele? – Sim, procuro ser. – Por que você é tão educado, já que ele é tão grosseiro com você? – Porque não quero que ele decida como eu devo agir.

Você é seu próprio dono e não deve curvar-se diante do vento que sopra. Você não pode ficar à mercê do mau humor, da impaciência e da raiva dos outros. Não são os ambientes que devem te transformar, mas você que deve ser o fator de transformação dos ambientes. Assim como um presente, você tem a escolha de aceitar as ofensas ou não. Mais uma vez, é somente uma questão de ponto de vista. Antes de agir sem pensar, pare por pelo menos dez segundos e pense se vale a pena reagir com orgulho. Decisão é sua.

 

Não se deixe levar pela arrogância

 Dizem que em 1995 houve o seguinte diálogo entre um navio da Marinha americana e as autoridades costeiras do Canadá. Os americanos começaram educadamente: – Favor alterar seu curso 15 graus para o norte, para evitar colisão com nossa embarcação. Os canadenses responderam de pronto: – Recomendo mudar seu curso 15 graus para o sul. O americano ficou mordido: – Aqui é o capitão de um navio da Marinha americana! Repito, mude seu curso. Mas o canadense insistiu: – Impossível. Mude seu curso atual. O negócio começou a ficar feio. O capitão americano berrou ao microfone: – Este é o porta-aviões USS Lincoln, o segundo maior da frota americana no Atlântico! Estamos acompanhados de três destroyers, três fragatas e numerosos navios de suporte. Eu exijo que vocês mudem imediatamente seu curso 15 graus para o norte, do contrário tomaremos contramedidas para garantir a segurança do navio.

E o canadense respondeu: – Impossível, repito: aqui é um farol… Câmbio!

 “A soberba precede a queda destruição, e a altivez de espirito precede a queda. ”
Provérbios 16:18
As vezes podemos achar que estamos certos e que temos toda a razão, isto porque estamos tão firmados em nosso próprio eu, que não conseguimos enxergar pelo ponto de vista de outrem.

 

O segredo da felicidade

 Existe uma história antiga, muito interessante, sobre os deuses e a felicidade. Conta essa história que os deuses tinham muito medo de que o ser humano fosse perfeito. Pois, se assim fosse, não precisaria mais deles. Resolveram se reunir para decidir o que fazer. O mais sábio dos deuses disse:

– Vamos dar ao homem tudo o que pudermos, menos o segredo da felicidade.

– Mas, se os humanos são tão inteligentes, vão acabar descobrindo esse segredo também! – disseram os outros deuses em coro.

– Não, isso não vai acontecer – disse o sábio. – Vamos esconder a felicidade num lugar onde eles nunca vão achar: dentro deles mesmos.

 A felicidade está dentro de cada um. É preciso que você saiba como encontrá-la. É um erro ficar procurando por ela à sua volta. A atitude é fundamental nessas horas. Se você não está fazendo o que gosta de fazer, acordar todos os dias pela manhã vai se tornar cada vez mais difícil e isso é um grande problema num mundo cada vez mais competitivo. Você precisa amar o que faz, senão, já acorda em desvantagem.
Tem um ditado oriental que diz: “Se você quer saber como foi seu passado, olhe para quem você é hoje. Se quer saber como vai ser seu futuro, olhe para o que está fazendo hoje”.

 

Pare de reclamar e valorize o que possui

Certa vez, um homem encontrou um rapaz muito triste sentado à beira da estrada. Com pena dele, perguntou:   – Por que tanta tristeza, meu jovem?   – Ah, senhor, não existe nada interessante na minha vida. Tenho dinheiro suficiente para não precisar trabalhar e estava viajando para ver se descobria alguma coisa curiosa no mundo. Entretanto, todas as pessoas que encontrei nada têm de novo para me dizer e só conseguem aumentar o meu tédio.   Na mesma hora, o homem agarrou a mala do rapaz e saiu correndo pela estrada. Quando se distanciou bastante, colocou de novo a mala no meio da estrada por onde o rapaz iria passar e escondeu-se atrás de uma árvore. Depois de meia hora, o rapaz apareceu, sentindo-se mais miserável que nunca, por causa do ladrão que encontrara. Assim que viu a mala, correu até ela. Ao perceber que seu conteúdo estava intacto, olhou para o céu e, cheio de alegria, agradeceu a Deus por tanta felicidade. Atrás da árvore, observando a cena, o homem refletiu: “Certas pessoas só sentem o sabor da felicidade quando a perdem”.

 

Só falar não adianta, tem que fazer

 Conta uma história que três sapos estavam em uma lagoa quando ela começou a ferver. Um dos sapos resolveu sair da lagoa. Teoricamente, apenas dois sapos teriam morrido, mas não foi o que aconteceu. Os três morreram escaldados, pois o que resolveu sair apenas “resolveu” sair. Em vez de agir, permaneceu ali parado na lagoa. Só resolver não adianta. Toda resolução exige uma ação para se tornar afetiva. O primeiro passo para se iniciar um processo de mudança é o comprometimento. É necessário que você assuma a responsabilidade de mudar, demonstrando seu compromisso através de ações efetivas. Por isso você precisa estar convicto e realmente preparado para enfrentar as resistências que ocorrerão durante o processo de mudança. Para mudar é preciso mais do que resolver mudar; é preciso agir!

 

O que podemos aprender com os gansos

Podemos aprender muito com os gansos selvagens. Quando um ganso bate as asas, por exemplo, voando numa formação em V, cria um vácuo para a ave seguinte passar, e o bando inteiro tem um desempenho 71% melhor do que se voasse sozinho.    Sempre que um ganso sai da formação, sente subitamente a resistência do ar por tentar voar sozinho e, rapidamente, volta para a formação, aproveitando o vácuo da ave imediatamente à frente.    Quando um ganso líder se cansa, ele passa para trás e imediatamente outro assume seu lugar, voando para a posição da ponta.    Na formação, os gansos que estão atrás grasnam para encorajar os da frente a aumentar a velocidade.    Se um deles adoece, dois gansos abandonam a formação e seguem o companheiro doente, para ajudá-lo e protegê-lo. Ficam com ele até que esteja apto a voar de novo ou venha a morrer. Só depois disso eles voltam ao procedimento normal com outra formação ou vão atrás de outro bando.

Pessoas que compartilham uma direção comum e senso de comunidade podem atingir mais facilmente os objetivos. Para atingir nossos objetivos, é necessário estar junto com aqueles que se dirigem para onde queremos ir, dando e aceitando ajuda. É preciso haver um revezamento na liderança e nas tarefas pesadas. As pessoas, assim como os gansos, dependem umas das outras. Precisamos assegurar que nosso grasnido seja encorajador para nossa equipe e que a ajude a melhorar seu desempenho. É preciso estar ao lado das pessoas também nos momentos difíceis.

 

 

Você pode encontrar mais historias, fabulas e provérbios clicando AQUI!

Bem! Chegamos ao fim deste artigo. Espero que tenha absorvido todo o conhecimento necessário através das historias citadas. Fique atento pois sempre que obtiver novas historias, estarei atualizando e compartilhando contigo.

Mais uma vez é um imenso prazer compartilhar contigo tudo o que eu sei… Embora eu tenha deixado minha opinião sobre os ensinamentos extraídos de cada historia, sabemos que são múltiplos os conhecimentos a serem tirados de cada passagem, então fique a vontade para compartilhar logo abaixo o que você extraiu de cada historia em particular.

Fique a vontade para compartilhar este artigo com seus amigos, parentes e conhecidos, certamente ficarão gratos por você compartilhar esta mina de sabedoria com eles…

Abraços

Yuri Sander

Construa Valores que Constroem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *